Conteúdo giro180

WGSN: Experiências do varejo para atrair o consumidor às lojas físicas

Varejo180

22 de novembro de 2021

De jogos de tabuleiro em tamanho real a apps que combinam dados das redes sociais, conheça as experiências e estratégias que os varejistas estão utilizando para atrair o consumidor de volta às lojas físicas.

Análise

Para atrair o consumidor de volta às lojas físicas no pós-pandemia, os varejistas estão inovando por meio de experiências imersivas e interativas. 

Para fidelizar o consumidor e atraí-lo de volta às lojas físicas, os varejistas estão adicionando novas camadas de interação à jornada de compra. Os mais antenados analisam os novos hábitos de compra desenvolvidos nesse período, criando estratégias criativas de e-marketing que impulsionam experiências imersivas.

Essa abordagem híbrida busca dar fluidez ao processo de compra, ampliando um sentido de descoberta que se baseia em redes sociais, mensagens de texto e e-mails para revitalizar a experiência da loja física e atrair o consumidor.

Em uma pesquisa feita neste ano pela plataforma britânica multicanal Puzzel, 76% dos entrevistados disseram que uma abordagem personalizada é importante. Essas pessoas estão dispostas a gastar 9% a mais em produtos se receberem um bom atendimento, principalmente na loja física – apesar do crescimento dos canais on-line durante a Covid-19. Daqui para a frente, marcas e varejistas terão que garantir que o trajeto do e-commerce para a loja física seja sinônimo de descoberta contínua.

Da criação de uma jornada para o consumidor ao foco renovado no varejo de entretenimento, esta matéria analisa as principais estratégias e experiências que você pode implementar agora.

LEIA TAMBÉM: O novo serviço de Pickup da Starbucks em parceria com a Amazon Go

Adaptação aos hábitos digitais

O varejo de experiência está de volta. Depois de lidar com lockdowns e restrições de todos os tipos nos últimos 18 meses, o consumidor está sedento por momentos de diversão.

Com a retomada da economia, os varejistas estão investindo em experiências nas lojas físicas e criando ambientes divertidos e que engajam, depois de mais de um ano de medo e incertezas.

No entanto, isso não significa que eles estejam abandonando tudo o que aprenderam sobre os novos hábitos digitais do consumidor; tendências como a ascensão dos games e a demanda por serviços do tipo ‘click-and-collect’ estão impactando o varejo no pós-pandemia, fazendo que seja mais importante do que nunca incorporar esses elementos digitais à experiência. Além de estratégias que começam nos canais digitais e terminam nas lojas físicas, os varejistas estão obtendo bons resultados por meio de conceitos mistos, que dão um toque inovador e divertido a esse mix.

Neste verão, a loja britânica de luxo Sweaty Betty organizou a campanha ‘Insiders Week’ para os membros do seu programa de fidelidade. Começando por um e-mail que levava a descontos diários, caças a ‘ovos de páscoa’ no canal de e-commerce e a uma roleta digital de prêmios, a iniciativa estimulava o cliente a ir até a loja para receber um cartão de raspadinha exclusivo, contendo os prêmios mais valiosos da semana.

Recompensa à fidelidade

Além de incentivar o cliente a retornar às lojas, os varejistas estão recompensando a fidelidade.

As marcas estão gamificando a fidelidade, dando pontos conversíveis ao cliente que lê e-mails e acessa as redes sociais. O app da varejista on-line SHEIN, por exemplo, dá pontos ao cliente que acessa a conta, deixa opiniões sobre os produtos, assiste à transmissão de vídeos e participa de desafios. Além de recompensas tangíveis, a Shein também investe em recompensas emocionais, como uma chuva de confete a cada vez que o cliente faz login na conta. Nos EUA, o varejista PacSun dá pontos para quem simplesmente abre um e-mail da empresa, recompensando o engajamento consistente e garantindo que as suas mensagens sejam sempre abertas.

Inspiradas nas redes sociais, essas estratégias oferecem recompensas em troca de engajamento, transformando a fidelidade à marca em um game que atrai o consumidor repetidamente. Recompensas diárias e incentivos pontuais transformam a experiência da marca em uma contínua caça ao tesouro, fazendo que o público sinta que está constantemente recebendo algo da marca, mesmo sem comprar nada.

Programas de fidelidade escalonados, que premiam compras maiores e desbloqueiam novas recompensas e experiências, podem ser usados para criar um sentido de exclusividade. Ao adotar estratégias como essa, centradas exclusivamente nas compras concluídas, as marcas garantem que o consumidor foque no elemento mais importante: comprar.

Fonte: WGSN