Conteúdo giro180

A retomada da Macy’s após a pandemia

Varejo180

12 de julho de 2021

Foto: © Richard B. Levine

“A Macy’s é um negócio mais saudável saindo da pandemia do que quando estávamos entrando nela”, é assim que Jeff Gennette, presidente e CEO da Macy’s Inc., abriu sua apresentação na Conferência NRF’s Retail Converge.

Gennette creditou o crescimento da marca à otimização digital, que fortaleceu o relacionamento com o consumidor e refinou a estratégia da loja física. Para impulsionar os negócios online, a marca focou nas seguintes estratégias: melhoria no site e app, ajuste no mix de mercadorias e novas estratégias de atendimento ao cliente, como a coleta/entrega de produtos na calçada. “As mudanças que fizemos no site e no aplicativo geraram uma taxa de conversão mais alta”, disse o executivo.

A empresa está experimentando também formatos de lojas menores em um esforço para impulsionar as transações digitais nos principais mercados. Igor Paparoto, Retail Thinker da varejo180, analisou a situação da marca:  

“Nos últimos tempos, sempre que se lia algo sobre Macy’s e Bloomingdale’s, as notícias tratavam, invariavelmente, das dificuldades dos varejos físicos nos “novos tempos digitais”. Pois bem. Fomos surpreendidos pelo que parece ser o início de colheita dos frutos de uma execução bem feita, e relativamente rápida, de estratégias 100% afinadas entre si e com foco em temas que não são nenhuma novidade, como: melhoria no atendimento no e-commerce, aplicativo próprio, Click & Collect bem executado em pontos a escolher, melhora do mix de produtos com base em análise de dados”. Segundo Paparoto, nenhum desses pontos pode ser considerado uma inovação, mas a integração entre o ambiente físico e o digital, e a melhoria na experiência do consumidor foram fundamentais para o crescimento da marca.

Para Zeh Rodrigues, Sócio da varejo180, o que chama a atenção é o fato de uma marca do tamanho da Macy’s ter demorado tanto tempo para entender o cenário digital: “Num passado recente trouxe algumas ideias novas, como a aquisição da Story, porém, mudanças que de fato geram resultados nas vendas são aquelas que aprimoram a jornada do consumidor. Interfaces mais fluídas, canal físico adaptado para integração com online e dados sendo usados de maneira relevante. A fórmula é simples, a execução é árdua”.

LEIA TAMBÉM: Precisamos de mais flagships?

Fonte: CNN